por Ascom/PR/RJ - 28/11/2016

MPF/RJ promove debate sobre direito à comunicação social no Brasil

Evento terá como objetivo discutir práticas ilegais de transferência de horários nas programações de rádio e TV para a exibição de programas religiosos
 

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro (RJ) realizará no dia 6 de dezembro, no auditório do 6º andar de sua sede no RJ (Av. Nilo Peçanha, 31 – Centro, RJ), o debate público “Diálogos sobre Direito à Comunicação no Brasil: Mídia, Política e Religião”. O evento, que ocorrerá de 8h30 às 12h, terá parceria da organização Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social, que trabalha pela efetivação do direito humano à comunicação no país, e apoio da Fundação Friedrich Ebert Stiftung (FES).

A partir da relação entre mídia, política e religião, e seus impactos na democracia brasileira, o evento terá como objetivo discutir práticas ilegais de arrendamento e transferência de horários nas programações de radiodifusão para a realização de proselitismo religioso.

Mediado pelo procurador da República Sérgio Suiama e pela jornalista Mônica Mourão, que é integrante do Coletivo Intervozes, o debate terá como convidados a secretária de Serviços de Comunicação Eletrônica do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Vanda Jugurtha Bonna Nogueira; o professor da Universidade Federal Fluminense e ex-integrante do Conselho Curador da Empresa Brasil de Comunicação Daniel Aarão Reis Filho; a professora da Universidade Federal Fluminense e colaboradora do Instituto de Estudos da Religião (ISER) Christina Vital; a pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Políticas e Economia Política da Informação e da Comunicação (PEIC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro Janaine Aires; e o advogado e integrante do Fórum Interinstitucional pelo Direito à Comunicação (Findac) em São Paulo Bráulio Araújo.