Ministério Público pelo Direito à Comunicação


ATUAÇÃO EXTRAJUDICIAL

Nota Técnica nº 5/2016/PFDC - GT Comunicação Social da PFDC - sobre a possibilidade de responsabilização judicial por descumprimento das diretrizes constitucionais e legais que vetam a exibição de conteúdos inadequados a crianças e adolescentes, mesmo após julgamento da Adin 2404.

Recomendação PFDC/MPF nº 7/2010 - à Globo Comunicação e Participações S/A para que observe sua autoregulamentação  no reality show "Big Brother Brasil", e adote medidas para evitar a veiculação de práticas de violações de direitos humanos no programa.

Recomendação PR/RJ nº 1/2005 - Recomenda ao Departamento de Justiça, Classificação, Títulos e Qualificação da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça que não seja mais efetuada a reclassificação de novelas ou programas em geral por sinopse, permitindo-se a reclassificação apenas mediante a verificação e análise dos respectivos episódios, reclassificação esta que deverá incidir sobre toda a obra e não sobre cenas determinadas;

Recomendação PR/RS nº 4/2004 – Recomenda ao Diretor do Departamento de Classificação, Títulos e Qualificação a adoção de medidas específicas concernentes à classificação e fiscalização de revistas e outras publicações que disponibilizem jogos eletrônicos de conteúdo considerado prejudicial a determinadas faixas etárias, a teor das portarias n.º 899 de 3 de outubro de 2001 e nº 1035 de 13 de novembro de 2001 do Ministério da Justiça.

Recomendação PR/SP nº 21/2003 – Recomenda à Empresas Distribuidoras de filmes que aguardem a publicação da classificação indicativa do Ministério da Justiça, não disponibilizando qualquer filme ao público sem a prévia publicação da referida classificação, mesmo quando intempestiva.

 

ATUAÇÃO JUDICIAL

Adi nº 2404/1999 - Proposta pelo Partido Trabalhista Brasileiro com vistas a impugnar o artigo 254 do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Inicial | Amicus Curiae Intervozes e Artigo 19 | Certidão de Julgamento | Voto Ministro Toffoli | Informações AGU | Informações do Senado | Memoriais Andi | Parecer PGR | Certidão de julgamento


ACP nº 1999.30.00.0000320-5 - Visa a suspensão da exibição do Programa Sexynight pela TV União.

Inicial | Sentença

ACP nº 2000.38.00.036227-1 - Pede a adequação do horário de exibição do quadro "banheira do Gugu" para após às 21 horas, com classificação para maiores de 14 anos.

Inicial

ACP nº 2000.71.00.004904-0 - Ação civil pública com o objetivo de suspender a exibição das cenas de sexo e violência da novela “A Próxima Vítima” no horário vespertino.

Parecer em Recurso Especial nº 636021/RJ

ACP nº 2002.01.00.042807-3 - visa a suspensão da transmissão nos programas Canal Aberto e Repórter Cidadão, quaisquer  cenas de violência, em especial  com armas  de fogo,  cenas  com sangue,  assassinatos,  estupros,   troca  de  tiros,  crimes   passionais,  exploração  de sexualidade, de dramas familiares, aberrações físicas, em aviltamento da dignidade da pessoa humana, e,  fudamentalmente,  toda e  qualquer exploração de crianças  e de adolescentes

Inicial

ACP nº 2002.38.00.033853-6 - Objetiva que o SBT passe a transmitir o programa Ilha da Sedução em horário apropriado, de modo a preservar os jovens e adolescentes dos efeitos danosos a sua formação.

Inicial

ACP nº 2002.38.00.037072-7 - Exibição de Filmes
Obrigação de o SBT, TV Globo e outras emissoras de TV de não transmitir qualquer filme que esteja em desacordo com o horário estabelecido para sua exibição.

Inicial

ACP nº 2003.30.00.002140-1 - Visa a adequação pela Rede TV do horário de exibição do programa Noite Afora de acordo com a Portaria MJ nº 796/2000.

Inicial | Réplica | Sentença

ACP nº 0002476-62.2003.4.01.3000 Número Antigo: 2003.30.00.002477-0 - Objetiva que a TV Globo, Rário e TV do Amazonas, TV Acre, Rádio e TV União Ltda., Rádio e TV Bandeirantes Ltda, TV SBT Canal 4 de São Paulo S/A e TV Rio Branco a adequarem a sua grade de programação diária aos termos da Portaria nº 796/2000 do Ministério da Justiça, para que os Programas “KUBANACAN”, “CELEBRIDADE”, “CINE PRIVÉ” e “PROGRAMA DO RATINHO” fossem efetivamente exibido neste Estado nos horários recomendados pelo Ministério da Justiça, mediante o seu Departamento de Classificação Indicativa.

Inicial | Réplica | Decisão | Sentença

ACP nº 2003.30.00.002600-0/AC - Visa a alteração no horário de exibição do Programa Zorra Total em virtude de sua inadequação ao instituído na Portaria MJ nº 796/2000.

Inicial | Contra Razões | Réplica | Parecer PRR 1ª Região| | Sentença

ACP nº 2004.30.00.001976-9 - Teste fidelidade Buttman - Visa a adequação do horário de veiculação dos programas “EU VI NA TV”, com o quadro “Teste de Fidelidade”, e “BUTTMAN NA TV”, que tem levado ao ar atrações cultural e socialmente indigentes, que mostram o ser humano em situações constrangedoras, exploram o sexo de maneira libidinosa, estimulando a erotização precoce do comportamento da criança e do adolescente, além de apresentarem humor grosseiro e vulgar.

Inicial

ACP nº 2005.51.01.017911-0 - proposta contra a TV Globo visando indenização por dano moral e à imagem dos povos indígenas, e dano moral coletivo pelo descumprimento à classificação indicativa.

Inicial

ACP nº 2006.61.00.015992-2 - proposta contra a TV SBT Canal 4 de São Paulo S.A. para que indenize por danos morais, pela exibição inadequada da programação em desacordo com a classificação indicativa

Inicial

ACP nº 2006.51.01.021511-6 - pede a adequação da novela Cobras e Lagartos ao horário de exibição e à classificação indicativa Livre, fazendo cessar a exibição de cenas impróprias para a classificação indicativa da obra até o seu término, entre elas cenas que contenham cumulativa ou alternativamente os seguintes conteúdos: a- conteúdo violento com presença de armas (brancas ou de fogo; b- atos criminosos com lesões corporais ou contra a vida; c- nudez; d- linguagem e/ou gestos obscenos; e- consumo de drogas ilícitas; f- excessivo consumo de drogas lícitas; e g-insinuação de sexo.

Inicial

ACP nº 2008.38.00.024373-6 (Mais Você) - Pretende a indenização por danos morais cole1ivos, em razão de programação televisiva irregular, evidentemente lesiva aos telespectadores brasileiros, bem como a proibição de veiculação de conteúdo impróprio a crianças e adolescentes, em especial as cenas de sensualismo e erotismo da novela Duas Caras.

Inicial

ACP nº 2008.38.00.008354-0 - proposta contra a TV Globo para que obedeça a classificação indicativa, especificamente em relação à novela "Duas Caras", bem como, para que pague indenização por dano moral coletivo causado pelo descumprimento à classificação indicativa.

Inicial

ACP 2010.51.01.022435-2 - ação que pretende adequar o horário de exibição da novela Senhora do Destino ou a adequação das cenas à classificação indicativa informada pela própria emissora.

Inicial

ACP nº 05014931-52.2016.4.04.7100 - visa o estabelecimento pela União e pela Claro S/A, a regulamentação, orientação via Guia Prático de Classificação Indicativa e respectiva fiscalização, de um regramento minimamente satisfatório para a veiculação de propagandas e/ou anúncios sobre a programação televisiva dos canais de TV por acesso condicionado (pagos).

Inicial

Adi 2398 - Pede a suspensão da íntegra da Portaria MJ nº 796/2000

Inicial

ADPF nº 119/DF - proposta pelo Partido Popular Socialista  - PPS para que seja declarada a inconstitucionalidade da Portaria do Ministério da Justiça nº 1.220/2007  que determina que a própria emissora faça a autoclassificação de obras audiovisuais, sem que haja análise prévia das obras audiovisuais.

Decisão Monocrática

Medida Cautelar nº 10372/RJ - Requer a reconsideração de decisão proferida em Medida Cautelar proposta pela TV Globo com fim de atribuir efeito suspensivo a recurso especial interposto em sede de ação civil pública, que teve por objetivo a suspensão da exibição das cenas de sexo e violência da novela “A Próxima Vítima” no horário vespertino.

Agravo Regimental

Medida Cautelar nº 11721 - sobre transmissão simultânea de programa televisivo sem ajuste de grade em face de diferença de fuso horário, conforme artigo nº 254 do ECA e artigo nº 800 do CPC.

Sentença em Agravo Regimental

Mandado de Segurança nº 14041 - visa a aplicação integral da Portaria MJ nº 1220/07, mesmo durante o horário de verão.

Parecer | Acórdão | RE no Edcl no Edcl

Medida Cautelar nº 3.339/RJ - visa o cumprimento pela TV Globo dos artigos 75 e 76 e parágrafo único da Lei Menorista, passando a transmitir a novela Lações de Família no horário indicado pela Classificação Indicativa de 14 anos, ou seja, após às 21 horas.

Decisão

REsp 649292 - recurso interposto em acp proposta com o fim de evitar que a ré exiba programas televisivos em horário desconforme com aquele determinado pela Portaria MJ nº 773/90.

Decisão

Resp nº 636021/RJ – trata-se, na origem, de ação civil pública com o objetivo de suspender a exibição das cenas de sexo e violência da novela “A Próxima Vítima” no horário vespertino.

Parecer

Resp 1095385

Sentença

ACP Banheira do GUGU 2 - Visa coibir a transmissão do quadro “Banheira do Gugu”, que vai ao ar por volta das 12:00 horas dos domingos na TV atacada, com o fito de evitar os efeitos danosos de tal programa sobre a criança e o adolescente (tais como erotização precoce), com seus quadros requintados de pornografia e baixo conteúdo moral.

Inicial

LEGISLAÇÃO
PUBLICAÇÕES

Artigos

A proteção à infância e à televisão em oito países, Sergio Capparelli

As demandas da sociedade para a regulação da televisão, Evelin Maciel, 2000

A televisão e a violência: o impacto sobre a criança e o adolescente, UFRS, junho/1997

“A televisão que faz mal aos adultos”, Luiz Carlos Merten, O Estado de S. Paulo, Maio/2003

A Validity Test of Movie, Television, and Video-Game Ratings, David A. Walsh, PhD, and Douglas A. Gentile, PhD, June/2001

A violência na mídia como tema da área da saúde pública: revisão da literatura, Kathie Njaine e Maria Cecília de Souza Minayo, Setembro/2003

A violência na mídia e seus reflexos na sociedade, Marcos Sílvio de Santana, Jus Navigandi, abril/2004

Censura..., Paulo Geraldo

Children, Adolescents, and the Media: Issues and Solutions, Victor C. Strasburger and Edward Donnerstein, January/1999

Children, Adolescents and Television, Commitee on Public Education, February/2001

Classificação Indicativa: controle que não é censura, Cláudia Chagas e José Eduardo Romão, Junho/2004

Classificação Indicativa: aspectos normativos e metodologia, SNJ, abril/2005

Classificação Indicativa no Mundo: experiências em televisão, Modelo Argentino, Ministério da Justiça

Classificação Indicativa no Mundo: experiências em visibilidade da classificação em TV, Modelo Australiano, Ministério da Justiça

Conhecendo a Nova Classificação Indicativa, SNJ, 2005

Fluxograma da Classificação Indicativa, SNJ, 2005

Freedom of expression and the regulation of television to protect children: Comparative Study of Brazil and Other Countries, Centre for Law and Democracy, March/2012

Guia Prático Classificação Indicativa, Ministério da Justiça, 2012

Media Violence, American Academy of pediatrics, Commitee on Public Education, November/2001

Mídia, violência e alteridade: um estudo de caso, Fabiana Pinheiro Ramos e Helerina Aparecida Novo, UFES, 2003

Nota sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade Classificação Indicativa nº 2.404, Ministério da Justiça, Novembro/2011

Programação Televisiva para Crianças e Adolescentes: limites e possibilidades de controle, Anderson de Oliveira Alarcon e Humberto Quirino, Monografia, 2004, Maringá

Promoção de Segurança da Criança e do Adolescente Frente à Mídia, Ulysses Doria Filho

Quem financia a baixaria é contra a cidadania, Fórum Catarinense de Acompanhamento da Mídia

Quem financia a baixaria é contra a cidadania, Brasília, CDHCD, 2003

Razões para manter a vinculação horária da classificação indicativa na TV, Adi nº 2.404, MJ

Relatório Especial das Nações Unidas sobre o Direito a Liberdade de Opinião e Expressão

Sexuality, contraception and the Media, American Academy of Pediatrics, January/2001

Um mundo para as crianças, Relatório da Sessão Especial da Assembléia Geral dasNações Unidas sobre a Criança, 2002

Violência e meios de comunicação de massa na sociedade contemporânea, Maria Stela Grossi Porto, Sociologias, jul-dez/2002

Violência na TV e comportamento agressivo, Drauzio Varella, Outubro/2005

Watching Sex on Television Predicts Adolescent Initiation of Sexual Behavior, Rebecca L. Collins, Marc N. Elliott, Sandra H. Berry, David E. Kanouse, Dale Kunkel, Sarah B. Hunter, and Angela Miu, PEDIATRICS, September 2004

Pareceres

Parecer Técnico: Análise dos efeitos danosos às crianças e adolescentes, da mudança de horário de veiculação da programação não recomendada a menores de 14 anos de 21 horas para 20 horas, CFP, outubro/2011

Relatório de análise do Programa João Kleber, Canal Aberto, Quem financia a baixaria é contra a cidadania, Novembro/2003

Relatórios de análise de programação televisiva, Novela Celebridades da TV Globo, CAP/CD: Novembro/2003 | Maio/2004

Relatório de análise de programação televisiva, Big Bhother Brasil da TV Globo, CAP/CD, março/2003